Política

assine e leia

Lava Jato/ A farra das diárias

TCU condena Dallagnol, Janot e Romão a devolver 2,8 milhões ao Erário

Os beneficiados por Dallagnol e Janot já recebiam auxílio-moradia - Imagem: José Cruz/ABR
Apoie Siga-nos no

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas da União determinou, na terça-feira 9, que o ex-procurador-geral da República ­Rodrigo Janot, o ex-chefe da força-tarefa da Lava ­Jato em Curitiba Deltan Dallagnol, hoje candidato a deputado federal, e o ex-procurador-chefe do Ministério Público Federal no Paraná João Vicente Beraldo Romão devolvam aos cofres públicos mais de 2,8 milhões de ­reais por gastos indevidos com viagens e diárias durante a operação. Além do ressarcimento solidário ao Erário, eles foram condenados a pagar multa individual de 200 mil reais.

De acordo com o TCU, o milionário prejuízo foi causado pela designação de procuradores de outros estados que atuaram na investigação em Curitiba. Embora trabalhassem o tempo todo na capital paranaense, eles não foram oficialmente transferidos para lá. Por isso, recebiam diárias como se morassem em outro lugar. Em seu voto, o ministro Bruno Dantas destacou a falta de fundamentação para esse modelo, a violação ao princípio da economicidade e ofensas ao princípio da impessoalidade, dada a ausência de critérios técnicos para manter esse sistema de pagamentos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo