Política

Justiça rejeita denúncia do MPF contra Glenn Greenwald

Jornalista foi denunciado mesmo sem ter sido investigado ou indiciado pela Polícia Federal

O jornalista Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil. Foto: Laycer Thomaz/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

A Justiça Federal rejeitou, nesta quinta-feira 6, a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o jornalista Glenn Greenwald, por associação criminosa, interceptação de comunicações e invasão de dispositivo informático. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

A decisão foi emitida pelo juiz Ricardo Augusto Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. O magistrado escreveu que deixa de receber, “por ora”, a denúncia, diante da controvérsia sobre a amplitude de uma determinação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Em agosto de 2019, Gilmar Mendes concedeu liminar que proíbe autoridades de praticarem atos que visem à responsabilização do jornalista. Leite deve aguardar novo entendimento do STF para reavaliar a situação. Segundo ele, há “dúvida razoável” sobre se a decisão de Gilmar Mendes impede a denúncia.

Glenn Greenwald não era investigado nem indiciado pela Polícia Federal, quando foi alvo de denúncia pelo MPF, no âmbito da Operação Spoofing, em janeiro deste ano. À época, o editor do site The Intercept Brasil afirmou que se tratava de um “ataque à imprensa livre”.

Nesta quinta-feira 6, o jornalista voltou a protestar contra a denúncia do MPF e disse que recorrerá ao Supremo em busca de uma solução definitiva.

“Isso é uma violação do direito constitucional para uma imprensa livre. Vou pedir ao STF uma decisão que deixe bem claro que essa denúncia não é só contrária à decisão anterior do STF, mas, muito mais do que isso. Quase todas as organizações de mídia mundiais disseram que é um ataque grave à liberdade de imprensa”, afirmou Greenwald, em vídeo publicado no Twitter.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo