Em live, Bolsonaro pede voto para filho Carlos e outros candidatos em capitais

Presidente chamou transmissão ao vivo de 'horário eleitoral gratuito'

O presidente Jair Bolsonaro faz campanha para o filho, Carlos, em eleição para vereador no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro faz campanha para o filho, Carlos, em eleição para vereador no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/Facebook

Política

No que chamou de “horário eleitoral gratuito” durante a sua tradicional transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a divulgar a candidatura do filho, Carlos Bolsonaro (Republicanos), para a vereador no Rio de Janeiro.

 

 

Ele também renovou o apoio a Celso Russomanno (Republicanos) para a prefeitura de São Paulo e Marcelo Crivella (Republicanos), que concorre à reeleição na prefeitura do Rio de Janeiro.

Bolsonaro também pediu votos para a disputa de vereadores.

Entre os candidatos citados, o presidente pediu apoio para Wal Bolsonaro, conhecida como Wal do Açaí, que concorre ao cargo de vereadora em Angra dos Reis. Na live, Bolsonaro voltou a negar que ela tenha sido sua “funcionária fantasma”.

Em tom de crítica, o presidente também mencionou o uso de recursos do fundo partidário nas eleições. O chefe do Executivo destacou que quando foi eleito pela primeira vez para o cargo de vereador fez a campanha “na sola de sapato”.

“Fazer campanha como alguns fazem com fundaço partidário e com tempo de televisão aí é mole”, declarou.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem