Diretor da Fundação Palmares diz que nada mudará após afastamento de Sergio Camargo

Justiça afastou o presidente da instituição da gestão das pessoas

Reprodução/Twitter

Reprodução/Twitter

Política

O diretor do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-Brasileira da Fundação Palmares, Marcos Petrucelli, publicou em sua conta no Twitter mensagem em que debocha da decisão da Justiça que afastou o presidente da instituição, Sergio Camargo, das atividades relativas à gestão de pessoas. 

Com a decisão, Petrucelli passou a ser o responsável pela nomeação e exoneração de funcionários. 

Em texto publicado no sábado 11,  o diretor escreveu que nada iria mudar e que continuaria a se consultar com Camargo antes de tomar decisões. 

 

No domingo, 12, em seu primeiro dia no cargo, Petrucelli compartilhou uma informação falsa em sua rede, que afirmava que Suzane Von Richthofen será candidata a vereadora pelo PT. 

Essa desinformação já circula nas redes há anos e já foi desmentida em outra oportunidade. 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem