Política

Deputado bolsonarista usa arma de fogo em votação na Assembleia do Mato Grosso do Sul

Em sessão virtual, João Henrique Catan (PL) disparou vários tiros em um alvo ao fazer discurso armamentista

João Henrique Catan, deputado estadual pelo Partido Liberal. Foto: Reprodução
João Henrique Catan, deputado estadual pelo Partido Liberal. Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O deputado estadual João Henrique Catan (PL-MS) disparou tiros de arma de fogo ao declarar seu voto em uma sessão virtual da Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira 17.

Catan, que participava da votação de forma remota, mirou em um alvo e disparou pelo menos três tiros.

O parlamentar de 26 anos declarava a sua posição em relação a um projeto de lei do qual é autor, que reconhece a atividade de atirador desportivo como “de risco”.

“A aprovação desse projeto visa armar o cidadão de bem. O armamento acaba com as invasões ilegais, diminui a criminalidade, prevalecendo o nosso direito de propriedade”, afirmou, ao iniciar seu discurso.

Na sequência, repetiu uma frase usual do presidente Jair Bolsonaro (PL) e citou “advertência ao comunismo”.

“Um povo armado jamais será escravizado. Esse projeto é um tiro de advertência no comunismo e na mão leve que assaltou este País. Por isso, uma salva de tiro, uma salva de sim.”

Após os disparos, o presidente da Assembleia, Paulo Corrêa (PSDB), disse que a ação não era permitida e que “houve um exagero”, mas prosseguiu com a sessão. O texto foi aprovado.

O fato foi registrado pela televisão da Assembleia do Mato Grosso do Sul.

O discurso pode ser visto a partir de 01:11:14:

Victor Ohana

Victor Ohana
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.