Defesa de Lula pede ao STF acesso a conteúdo apreendido com hackers

Advogados pedem para utilizar no processo do ex-presidente as mensagens vazadas, mesmo que tenham sido obtidas de forma ilegal

Defesa de Lula pede ao STF acesso a conteúdo apreendido com hackers

Política

Os advogados do ex-presidente Lula, preso em Curitiba desde abril de 2018, entraram com uma ação no Supremo Tribunal Federal pedindo que o ministro Alexandre de Moraes compartilhe as conversas da força-tarefa da Lava Jato que foram vazadas e apreendidas na Operação Spoofing. O pedido foi formalizado nesta terça-feira 13.

Como o Supremo está de posse do material que pode ser utilizado pela defesa de Lula, os advogados pediram para que tenham acesso ao conteúdo apreendido com os hackers que são acusados de invadirem celulares de autoridades.

 

As conversas, que vem sendo divulgadas pelo site The Intercept Brasil, mostram o ex-juiz da operação Lava Jato, Sérgio Moro, tendo conversas ilegais com o procurador chefe da força-tarefa, Deltan Dallagnol. Nelas, os juristas trocam informações, antecipam decisões e até combinam estratégias para potencializar a acusação.

Como foi Moro quem condenou Lula, a defesa pede ao STF a anulação do processo por falta de imparcialidade do jurista. Além disso, a defesa pede que possam utilizar no processo do ex-presidente as mensagens vazadas, mesmo que tenha sido obtida de forma ilegal.

O ministro Gilmar Mendes já declarou publicamente que provas ilícitas podem sim ser usadas, quando comprovem a inocência de acusados.

Leia o pedido na íntegra 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Post Tags
Compartilhar postagem