Política

CPI do MEC consegue assinaturas necessárias para o início da investigação; veja a lista

A previsão é de que os trabalhos da Comissão comecem em agosto

O senador Randolfe Rodrigues durante coletiva de imprensa a respeito da CPI do MEC - Foto: Reprodução
O senador Randolfe Rodrigues durante coletiva de imprensa a respeito da CPI do MEC - Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) confirmou, nesta quinta-feira 23, que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ministério da Educação (MEC) obteve as 28, das 27 assinaturas necessárias para sua criação. O último signatário do requerimento de instalação é o senador Izalci Lucas (PSDB-DF).

O apoio parlamentar à para investigação dos desvios de verba do MEC aumentou depois da operação da Polícia Federal que suspeita de um “balcão de negócios” para liberação de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) à prefeituras deteve, ontem, o ex-ministro Milton Ribeiro e pastores envolvidos na operação. Hoje, todos foram soltos.

“Quando se alcança os mais altos escalões da República, deixa de ser uma questão somente do CGU, do Ministério Público e passa a ser uma questão da esfera política”, afirmou o senador sobre a importância da condução da investigação, 

Para Randolfe, um dos autores do requerimento e líder da oposição do Senado, a Comissão tem potencial para fazer as apurações necessárias dentro de 60 dias. Antes de completar o prazo máximo de 90 dias. 

O próximo passo é a leitura do pedido de criação da CPI pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), em plenário, seguido da publicação no Diário Oficial da Casa. 

Mesmo não contando com possíveis desistências, o senador afirma diz aguardar por duas novas assinaturas para apresentar o requerimento. São elas, a do senador Otto Alencar e de Marcelo Castro, da comissão de Educação.

A CPI terá 11 senadores titulares e 11 suplentes e a intenção é de conclusão antes das eleições. A distribuição dos nomes para a composição ainda não foi discutida. No entanto, Rodrigues sinalizou que não pretende estar nas duas funções de relator e presidente da Comissão. E se acontecer, renunciaria a função. 

Confira a lista completa dos signatários:

  1. Randolfe Rodrigues (Rede-AP);
  2. Paulo Paim (PT-RS);
  3. Humberto Costa (PT-PE);
  4. Renan Calheiros (MDB-AL);
  5. Fabiano Contarato (PT-ES);
  6. Jorge Kajuru (Podemos-GO);
  7. Zenaide Maia (PROS-RN);
  8. Paulo Rocha (PT-PA);
  9. Omar Aziz (PSD-AM);
  10. Rogério Carvalho (PT-SE);
  11.  Reguffe (União-DF);
  12. Leila do Vôlei (PDT-DF);
  13. Jean Paul Prates (PT-RN);
  14. Jaques Wagner (PT-BA);
  15. Eliziane Gama (Cidadania-MA);
  16. Tasso Jereissati (PSDB-CE);
  17. Cid Gomes (PDT-CE);
  18. Alessandro Vieira (PSDB-SE);
  19. Dário Berger (PSB-SC);
  20. Simone Tebet (MDB-MS);
  21. Mara Gabrilli (PSDB-SP);
  22. Nilda Gondim (MDB-PB);
  23. Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB).
  24. José Serra (PSDB-SP);
  25. Eduardo Braga (MDB-AM);
  26. Rafael Tenório (MDB-AL) – Suplente do senador Renan Calheiros;
  27. Alexandre Giordano (MDB-SP);
  28. Izalci Lucas (PSDB-DF).

Camila da Silva

Camila da Silva
Repórter e Produtora de CartaCapital

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.