Política

Ciro Gomes chama Eduardo Bolsonaro de “tolete de esterco”

Ex-governador criticou declaração sobre ‘novo AI-5’, dada por Eduardo à jornalista Leda Nagle

Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

Após o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) declarar a possibilidade de um “novo AI-5”, Ciro Gomes afirmou em sua conta no Twitter que o filho 03 do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é um “tolete de esterco”.

O ex-presidenciável pelo PDT disse ainda que o governo é formado por um “bando de lunáticos”.

“Este bando de lunáticos está ultrapassando qualquer limite! Este tolete de esterco é mais perigoso com a mão suja do que exercendo um poder que pensa ter em seu deslumbramento de boçal”, escreveu Ciro Gomes.

Na sequência, Ciro Gomes afirmou que pedirá ao PDT para que mova uma representação no Conselho de Ética da Câmara para cassar o mandato de Eduardo por falta de decoro.

“Seguiremos exigindo das autoridades que esclareçam o envolvimento de vocês com as milícias e com dinheiro público desviado de seus gabinetes para o próprio bolso”, acusou Ciro Gomes.

Em entrevista à jornalista Leda Nagle, publicada nesta quinta-feira 31, Eduardo Bolsonaro afirmou que, “caso a esquerda se radicalize”, haverá uma “resposta” institucional.

“Pode ser via um novo AI-5, pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito, como ocorreu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada, pois é uma guerra simétrica”, declarou.

O Ato Institucional Número 5 (AI-5) foi o principal decreto entre os 17 emitidos durante a ditadura, nos anos posteriores ao golpe de Estado de 1964.

Editado em 13 de dezembro de 1968 pelo governo do marechal Artur da Costa e Silva, o AI-5 retirou suspendeu direitos políticos, cassou mandatos e deu poderes ao presidente para fechar o Congresso Nacional.

Victor Ohana

Victor Ohana
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.