Política

Câmara aprova projeto que torna feriado nacional o Dia da Consciência Negra

Demanda partiu da bancada negra de deputados; alguns estados já celebravam a data

A deputada federal Reginete Bispo (PT-RS). Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira 29 um projeto que torna feriado nacional o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, em 20 de novembro, e inclui a data no calendário escolar.

Foram 286 votos favoráveis e 121 contrários. O projeto, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), já havia sido aprovado pelo Senado, portanto, vai a sanção presidencial.

A demanda é da bancada negra da Câmara. Atualmente, somente seis estados celebram o feriado: Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso, Rio de Janeiro e São Paulo. No Distrito Federal, a data é ponto facultativo para algumas áreas do serviço público.

No parecer da relatora Reginete Bispo (PT-RS), o argumento para o projeto está baseado no Estatuto da Igualdade Racial, que prevê que “o poder público incentivará a celebração das personalidades e das datas comemorativas relacionadas à trajetória do samba e de outras manifestações culturais de matriz africana, bem como sua comemoração nas instituições de ensino públicas e privadas”.

A relatora também escreve que o projeto se insere no “crescente compromisso internacional de combater as discriminações raciais no mundo” e que o Estado deve promover “maior conhecimento, reconhecimento e respeito pela cultura, história e patrimônio dos povos afrodescendentes”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.