Bolsonaro minimiza chances de afastamento. ‘Quem me colocou aqui foi Deus, só ele me tira’

No discurso, Bolsonaro repetiu os lamentos de que considera ser difícil ocupar a cadeira de presidente

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Política

Em discurso durante um evento oficial em Minas Gerais, nesta sexta-feira 17, o presidente Jair Bolsonaro, afirmou que não deve deixar a Presidência tão breve.

“Quem me colocou aqui foi Deus, só ele me tira daqui”, disse Bolsonaro, minimizando as três possibilidades de afastamento: com um impeachment, cassação da chapa ou a derrota em 2022.

No discurso, o presidente repetiu os lamentos de que considera ser difícil ocupar a cadeira de presidente, mas que ‘não se abala por ser um soldado’. Lamentou ainda os ‘ataques sofridos pela sua família e amigos’.

“Sabíamos que a missão [administrar o Brasil] não seria fácil…Sofre eu? Sim, mas estou aqui cumprindo uma missão. Sou um soldado que está na frente de batalha…Nada me abala. Contudo, lamento pelo que minha família sofre, pelo que meus amigos sofrem e por aqueles que estão ao meu lado ajudando a administrar o Brasil sofrem”, acrescentou.

As declarações seguiram então para uma ‘promessa de renovação’ dos Poderes, principalmente o Judiciário. O discurso, dessa vez, teve tom mais moderado e não citou diretamente nenhum dos ministros.

“Vamos vencer essa batalha. Vamos aos poucos mudando o destino do Brasil. Tudo pode ser renovado, como renova o Executivo, o Legislativo e também o Judiciário”, garantiu. Em seguida, complementou aos apoiadores presentes: “A minha função como chefe do Executivo da Nação é o local que você passa a reconhecer a amizade de boas pessoas, mas também passa a conhecer aqueles que não têm compromisso com a sua Nação. Não vamos nominar, vamos apenas trabalhar. Vamos renovar, vamos acreditar”.

Ao fim, Bolsonaro concluiu reforçando que considera ‘valer a pena ser presidente’.

“Apesar dos ataques, apesar das dificuldades, vale a pena ser presidente da República. Uma das coisas que mais me conforta é saber que naquela minha cadeira lá em Brasília não está sentado um comunista”, destacou.

Partido Novo

No evento, Bolsonaro esteve acompanhado de uma comitiva de ministros e políticos. No palanque, o destaque foi Romeu Zema, governador de Minas Gerais pelo partido Novo. A legenda recentemente tenta se distanciar discursivamente do governo federal, no entanto, na prática segue sendo base do bolsonarismo. Integrantes do partido chegaram a participar de atos do MBL que pedem o impeachment do presidente. O distanciamento é criticado por boa parte dos congressistas pela sigla.

Romeu Zema.
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nesta quinta-feira 16, o fundador e candidato a vice de João Amoêdo em 2018, Christian Lohbauer, anunciou a desfiliação do partido do qual chamou de ‘vergonha nacional’ por ter rompido com Jair Bolsonaro. O racha na legenda também fez com que o partido perdesse mais da metade dos seus filiados.

Zema já havia negado um distanciamento e deixado claro que poderia formar nova aliança com o ex-capitão em 2022. No discurso, o governador pregou contra uma suposta ‘ideologia de gênero’, mostrando estar alinhado com o bolsonarismo ao anunciar o veto a um projeto aprovado na Assembleia Legislativa mineira que trata da criação de banheiros para pessoas que não se identificam com gêneros binários. O anúncio foi elogiado por Bolsonaro.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem