Bolsonaro confirma provável filiação ao Patriota: ‘Quase certa’

A legenda ainda precisa resolver um ‘racha’ interno antes da chegada do presidente

Foto: Reprodução Redes Sociais

Foto: Reprodução Redes Sociais

Política

O presidente Jair Bolsonaro, atualmente sem partido, confirmou nesta quinta-feira 17 que deve mesmo se filiar ao Patriota muito em breve. A filiação ao partido é cercada de polêmicas, que incluem um racha entre os integrantes e um pedido de anulação das mudanças que abriram caminho para a filiação do presidente e seu filho, o senador Flávio Bolsonaro.

A confirmação da provável filiação veio no ‘cercadinho’ do Palácio da Alvorada: “está bastante avançado, está quase certa, mas é igual um casamento, tem que planejar bem”, respondeu ao ser questionado por um apoiador.

Jair Bolsonaro procura uma nova sigla para abrigar sua candidatura desde que saiu do PSL. O presidente até tentou fundar um novo partido, o Aliança pelo Brasil, mas sua tentativa esbarrou em diversas ‘intempéries’ no meio do caminho.

‘Racha’ no Patriota

A filiação do presidente tem causado confusão entre os integrantes do alto escalão do partido. Para levar parte do clã Bolsonaro à legenda, o presidente do Patriota Adilson Barroso é acusado por seus correligionários de promover diversas mudanças irregulares no estatuto do partido. Essas alterações permitiram que Flávio Bolsonaro se filiasse ao grupo no fim de maio.

A ala contrariada pelas manobras entrou com ação no Tribunal Superior Eleitoral em que acusa Barroso de convocar a convenção partidária “às escondidas” e mudar a irregularmente formação do colégio eleitoral a fim de assegurar uma maioria favorável à alteração.

Na última semana, um despacho do Cartório do Primeiro Ofício de Notas do Distrito Federal abriu caminho para anular a polêmica convenção do partido. No documento a cúpula do partido deve apresentar em 30 dias documentos para provar que houve quórum qualificado na convenção que mudou o estatuto e deu sinal verde à filiação da família Bolsonaro.

A ‘oposição’ dentro do Patriota não se diz contra à ideia de Bolsonaro se filiar à sigla, mas ao modo como o processo tem sido conduzido.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem