Política

Atlas: Lula cresce 3,9 pontos e tem quase 3 vezes mais votos do que Bolsonaro na Bahia

O ex-capitão, Ciro Gomes e Simone Tebet oscilaram negativamente na pesquisa

Lula e Jair Bolsonaro. Fotos: Ricardo Stuckert e Mauro Pimentel/AFP
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Lula (PT) cresceu 3,9 pontos percentuais desde o último levantamento Atlas Intel na Bahia e tem agora 67,2% das intenções de voto no estado. O percentual é quase três vezes maior do que o registrado por Jair Bolsonaro (PL), que oscilou para baixo e tem apenas 24,8%.

No levantamento divulgado nesta quinta-feira 22 pelo jornal A Tarde, o terceiro lugar fica com Ciro Gomes (PDT), que somou 3,9%. O resultado é 1,1 ponto menor do que o registrado na pesquisa anterior, encurtando ainda mais a distância que tinha para Simone Tebet (MDB), que tem 2,2%. A senadora, vale dizer, oscilou 0,2% negativamente desde a última rodada da pesquisa.

Na pesquisa desta quinta, o ex-capitão perde em todos os recortes monitorados. O melhor desempenho é registrado entre os evangélicos, quando Bolsonaro chega a 40,5%. Ainda assim, o resultado é significativamente menor do que o de Lula, que tem 53,5% neste grupo.

Ainda de acordo com o levantamento, caso seja necessário um segundo turno na eleição nacional, que coloque Lula em disputa direta com Bolsonaro, os eleitores da Bahia ampliaram a votação do petista para 70,4% dos votos. Já Bolsonaro teria 26,3%.

Por fim, a pesquisa ainda monitorou a avaliação do ex-capitão entre os eleitores do estado. Ele tem, segundo o levantamento, 70,6% de reprovação ao seu governo. Bolsonaro ainda é considerado um presidente ruim ou péssimo por 66,3% dos entrevistados. Só 16,1% o consideram um gestor bom ou ótimo no Planalto.

Os dados Atlas Intel foram coletados a partir de 1.600 entrevistas, por telefone, com eleitores baianos entre os dias 16 e 21 de setembro. O levantamento foi contratado pelo jornal A Tarde, tem margem de erro de 2 pontos percentuais e nível de confiança de 95%. Na Justiça Eleitoral o registro é o TSE BA-08359/2022.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.