CartaExpressa

Após reunião com Lula, Castro recua e adia ação no STF por renegociação da dívida

Dívida do Rio de Janeiro com a União chega a 188 bilhões de reais

Presidente Lula e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro. Foto: Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) se reuniu nesta quarta-feira 20 com o governador do Rio de Janeiro Cláudio Castro (PL) para discutir a dívida do Estado com a União.

Na conversa, Lula pediu para que Castro adiasse a ação que planejava entrar no Supremo Tribunal Federal. A dívida do Rio de Janeiro chega a 188 bilhões de reais.

“Nós discutimos um pouco a intenção da ação, o que ela se propõe. No final, o presidente me pediu que esperasse um pouco porque no dia 26 o ministro Haddad tem uma conversa com os governadores”, explicou Castro.

Participaram do encontro, realizado no Palácio do Planalto, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad; o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa; e o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Segundo o governador, o Rio de Janeiro pretende discutir não apenas a situação futura, mas buscar uma revisão da dívida já existente.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo