Três partidos apresentam nesta quarta acordo para formar governo na Alemanha

À frente da coligação está o social-democrata Olaf Scholz, que deve tomar posse como chanceler provavelmente no início de dezembro

Três partidos apresentam nesta quarta acordo para formar governo na Alemanha

Mundo

Os social-democratas do SPD, os Verdes e os liberais do FDP anunciam, nesta quarta-feira (24), um acordo para formar um governo de coalizão para a sucessão dos conservadores de Angela Merkel no poder na Alemanha.

Passados dois meses das eleições legislativas, marcadas pela derrocada do partido da chanceler, os social-democratas assumirão o poder com uma coalizão inédita no país.

A formação de um governo na Alemanha, após os 16 anos de Merkel, tranquilizará os países europeus, preocupados em ver a Alemanha sem ninguém no comando, no momento em que a pandemia da covid-19 ressurge no país.

Os principais ministérios do futuro governo de Olaf Scholz serão atribuídos ao presidente do FDP, Christian Lindner, que poderá assumir a pasta de Finanças, e aos líderes do Partido Verde. Annalena Baerbock seria a nova ministra das Relações Exteriores, e Robert Habeck, responsável pelo Clima.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem