Mundo

assine e leia

Não em nome deles

Parte do eleitorado progressista volta-se contra o apoio incondicional de Biden a Netanyahu

Decepção. Judeus de esquerda, árabes-americanos e principalmente jovens condenam as declarações de Biden e o envio de armas e dinheiro a Israel – Imagem: Adam Schultz/Casa Branca Oficial e Jeff Kowalsky/AFP
Apoie Siga-nos no

Na tarde da quarta-feira 25, centenas de ativistas liberais norte-americanos judeus organizaram protestos. Ocuparam os gabinetes de líderes democratas no Capitólio, incluído aquele do senador ultraprogressista Bernie Sanders, para exigir um cessar-fogo na guerra cada vez mais intensa entre Israel e o Hamas.

Enquanto os manifestantes cantavam em hebraico e oravam pela paz, o plenário da Câmara dos Deputados retomou a atividade legislativa pela primeira vez em semanas após a eleição de um novo presidente da casa, o republicano Mike Johnson. Em seu primeiro ato, Johnson apresentou ao plenário uma resolução de solidariedade dos Estados Unidos a ­Israel depois que o Hamas invadiu cidades israelenses, matou 1,4 mil e fez mais de 200 reféns, entre eles cidadãos dos EUA. Quase todos os deputados democratas votaram a favor da medida, exceto uma minoria resoluta que discordou, citando seu fracasso em abordar os milhares de palestinos mortos na campanha de bombardeio retaliatório de Israel em Gaza.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.