Governo da Venezuela se dispõe a ajudar Manaus a obter oxigênio

Chanceler Jorge Arreaza disse que telefonou para o governador do Amazonas, por instruções de Nicolás Maduro: 'Solidariedade antes de tudo'

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela. Foto: Chancelaria da Venezuela

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela. Foto: Chancelaria da Venezuela

Mundo

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, manifestou solidariedade à população de Manaus, que enfrenta uma crise na saúde devido à segunda onda da Covid-19. Nas redes sociais, nesta quinta-feira 14, ele afirmou que o governo de Nicolás Maduro auxiliará o Amazonas a obter oxigênio.

 

 

“Por instruções do presidente Nicolás Maduro, conversamos com o governador do estado do Amazonas, Wilson Lima, para colocar imediatamente à sua disposição o oxigênio necessário para atender a contingência sanitária em Manaus. Solidariedade latino-americana antes de tudo!”, escreveu Arreaza.

 

 

O diplomata se pronuncia após a fornecedora de oxigênio em Manaus declarar que tenta obter o insumo na Venezuela. Segundo a empresa White Martins, há ‘demanda exponencial’ de oxigênio hospitalar, cinco vezes maior do que o normal, muito acima da sua capacidade de produção diária.

“A White Martins já identificou a disponibilidade de oxigênio em suas operações na Venezuela e neste momento está atuando para viabilizar a importação do produto para a região”, comunicou a empresa em nota.

Durante live do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, reconheceu estado de “colapso” na capital amazonense.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem