Justiça

Russomanno vira alvo de ação por racismo após associar homenagem a negros a ‘vandalismo’

Candidato à Prefeitura de São Paulo criticou exibição de símbolos do movimento negro em semáforos

Celso Russomanno (Republicanos), candidato à Prefeitura de São Paulo. Foto: Reprodução/YouTube
Celso Russomanno (Republicanos), candidato à Prefeitura de São Paulo. Foto: Reprodução/YouTube
Apoie Siga-nos no

Celso Russomanno, candidato à Prefeitura de São Paulo pelo partido Republicanos, é alvo de uma representação criminal no Ministério Público estadual (MP-SP) por crime de racismo. A ação foi movida nesta sexta-feira 6 por Elaine Cristina Mineiro, integrante do Coletivo Quilombo Periférico e da União de Núcleos de Educação Popular para Negros (UNEAFRO Brasil).

 

O documento de oito páginas pede a abertura de inquérito contra Russomanno por uma publicação no Twitter em 3 de novembro. Na ocasião, o candidato criticou homenagens ao dia da Consciência Negra, realizadas pela Secretaria Municipal de Cultura, sob comando do atual prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição. A data comemorativa é celebrada em 20 de novembro.

Russomanno compartilhou uma imagem em que semáforos de São Paulo exibem símbolos do movimento negro e disse que vai lutar contra “atos de vandalismo”.

“Lutarei para que atos de vandalismo como esse aqui não ocorram novamente e para que não fiquem impunes”, escreveu Russomanno.

Para Elaine, houve prática de “ato discriminatório dotada de cunho racial”.

“O acusado agiu preconceituosamente ao alegar que lutaria para que atos de vandalismo, como o da imagem (semáforo simbólico em celebração ao mês da consciência negra com punho cerrado em cores vermelha e verde) não ocorram novamente e tampouco fiquem impunes”, escreveu.

Elaine argumenta que a homenagem ao dia da Consciência Negra nos semáforos de São Paulo representa “uma medida de política pública de combate à discriminação racial e racismo”.

“A contrariedade em relação à medida vinda do acusado se sustenta na prática de racismo por sua parte, considerando todo o arcabouço jurídico nacional e internacional que incentiva a adoção de políticas públicas de enfrentamento ao racismo”, segue.

“A reprodução do racismo pelo acusado tenta ressignificar a um ato de vandalismo o gesto de fechar o punho, símbolo de ato de resistência da população negra, para demonstrar unidade, força”, escreve Elaine.

https://twitter.com/celsorussomanno/status/1323732305165324288?s=20

“Fui criado por mãe de leite negra”

A ação acrescenta que Russomanno incorreu em outro ato de racismo durante sabatina do portal UOL e do jornal Folha de S. Paulo. Perguntado sobre a questão, Russomanno disse que foi “criado por uma mãe de leite negra”.

“Eu não vou polarizar essa questão. Fui criado por uma mãe de leite, negra. Eu sou uma pessoa que não vejo diferença entre os negros e os brancos. Tenho grandes amigos que são negros. E tive namorada, inclusive. Eu não tenho problema nenhum com isso. Agora, a Prefeitura não pode fazer uma campanha e não dizer para a população o que é que ela está fazendo”, declarou.

Para Elaine, Russomanno “reafirma o seu racismo reforçando a estigma social do ‘lugar dos negros’ na sociedade brasileira, ou seja, como ‘mãe de leite’, serviçal’. Externa, portanto, o racismo da sua conduta”.

Representação é infundada, diz Russomanno

Em nota, Russomanno afirmou que não há indício de racismo em suas declarações e classificou a representação como “infundada”.

Confira a nota na íntegra.

“Não existe o menor indício de racismo na fala de Russomanno, a não ser para quem quer forjar uma má interpretação para prejudicar o candidato dos Republicanos. Trata-se de uma representação infundada, realizada por movimento com o exclusivo objetivo de criar um fato político e de conferir à fala uma dimensão que ela não teve. Como Russomanno se mantém nas pesquisas, buscam criar factóides para tentar influir de forma ilegítima na consciência do eleitor.”

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.