OAB vai ao CNJ para apurar encontros de Marcelo Bretas com Bolsonaro

O juiz da Lava Jato acompanhou a comitiva presidencial no RJ e participou de eventos junto com Bolsonaro e Crivella

Juiz Marcelo Bretas - Fernando Frazão/Agência Brasil

Juiz Marcelo Bretas - Fernando Frazão/Agência Brasil

Justiça,Política

A Organização dos Advogados do Brasil decidiu entrar com uma  “reclamação disciplinar” no Conselho Nacional de Justiça contra o juiz Marcelo Bretas, que comanda a operação Lava Jato no Rio de Janeiro.

O presidente da Ordem,  Felipe Santa Cruz, pede que o CNJ apure “atos de caráter político partidário, de superexposição e de autopromoção” praticados por Bretas em encontros que o juiz realizou com o presidente Jair Bolsonaro e Marcelo Crivella.

No último sábado 16, Bretas acompanhou a comitiva presidencial no Rio de Janeiro e esteve ao lado de Bolsonaro e Crivella na inauguração de uma obra e posteriosmente em um evento evangélico que aconteceu na Praia de Botafogo. O juiz chegou a andar no carro oficial da presidência.

E não só isso: o juiz também posta elogios ao presidente em suas redes sociais, além de enfatizar sua fé evangélica.

(Rio de Janeiro – RJ, 15/02/2020) Inauguração da Alça de ligação da Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha/RJ.
Foto: Carolina Antunes/PR

A representação da OAB enfatiza que Bretas “não apenas participou de evento de natureza política, em manifesta afronta à vedação constitucional, como acompanhou a comitiva presidencial desde a chegada na cidade do Rio de Janeiro, publicando, ainda, postagens com manifestação de apreço em redes sociais”.

A OAB pede ao CNJ que seja instaurado um processo administrativo disciplinar com posterior aplicação da sanção cabível a Bretas.

Em suas redes sociais, o juiz justificou o encontro dizendo que é um ato comum entre os poderes. “Esclareço que desde sempre professo a Fé Cristã Evangélica, e que fui muito bem recebido pelo Pastor RR Soares, responsável pelo evento, com quem orei e entoei louvores ao nosso Deus”, disse.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem