Justiça

Justiça pede investigação contra Russomanno por fake news sobre Boulos

Candidato do PSOL reclama de ser acusado de cobrar aluguel em ocupações irregulares e de usar dinheiro público de forma indevida

Celso Russomanno (Republicanos), candidato a prefeito de São Paulo. Foto: Reprodução/YouTube
Celso Russomanno (Republicanos), candidato a prefeito de São Paulo. Foto: Reprodução/YouTube
Apoie Siga-nos no

A Justiça pediu a abertura de investigação contra Celso Russomanno (Republicanos), candidato a prefeito de São Paulo, no âmbito de um processo em que o adversário Guilherme Boulos (PSOL) alega ter sido alvo de fake news.

 

A decisão é da segunda-feira 9, do juiz eleitoral Emílio Migliano Neto, da 2ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

Em representação criminal, Boulos reclama de ter sido acusado por Russomanno, nas redes sociais, de invadir residências e cobrar aluguel de ocupantes de prédios. O candidato do PSOL também diz que foi associado ao uso de dinheiro público em pagamento de uma mulher para falar mal de Russomanno.

A notícia-crime de Boulos foi aceita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Em 6 de novembro, o promotor eleitoral Walfredo Cunha Campos encaminhou à Polícia Federal uma requisição de instauração de inquérito contra Russomanno, em que diz que o candidato do Republicanos imputou falsamente a Boulos a prática de crimes, com fins de propaganda.

Em 9 de novembro, foi a vez do juiz Emílio Migliano Neto pedir que a representação seja atendida no prazo de 30 dias.

“Atenda-se o retro requerido pelo zeloso representante do Ministério Público Eleitoral, remetendo-se os presentes autos para a Autoridade Policial competente, com prazo inicial de 30 dias para providências e diligências cabíveis”, escreveu o juiz.

Russomanno diz que vai processar Boulos

Em nota, Russomanno afirmou que vai entrar com uma representação contra Boulos pelo mesmo motivo.

“Vamos fazer uma representação igual também contra o Boulos, porque ele que ofendeu Russomanno, e a prova disso são os inúmeros direitos de resposta que a Justiça Eleitoral concedeu contra ele. Trata-se, quando muito, de retorsão”, informou a assessoria de imprensa. Em 20 de outubro, Boulos foi obrigado a ceder direito de resposta a Russomanno por ter dito que ele “odeia os mais pobres”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.