Justiça

Comissão no MPF pede arquivamento de processo contra procuradores que acionaram Moro na Justiça

Emanuel Ferreira e Camões Boaventura haviam reivindicado punição a Moro por atuação antidemocrática na Lava Jato

O ex-juiz Sergio Moro. Foto: Nelson Almeida/AFP
O ex-juiz Sergio Moro. Foto: Nelson Almeida/AFP
Apoie Siga-nos no

Uma comissão do Ministério Público Federal opinou pelo arquivamento de um processo administrativo aberto contra procuradores que haviam reivindicado punição ao ex-juiz federal Sergio Moro, hoje pré-candidato à Presidência pelo Podemos.

Em agosto do ano passado, os procuradores Emanuel de Melo Ferreira e Camões Boaventura ajuizaram uma ação civil pública contra a União por danos morais coletivos provocados pela “atuação antidemocrática” de Moro na Operação Lava Jato.

No entanto, a ação acabou rejeitada pela Justiça, e os autores receberam uma retaliação: o então corregedor nacional do Ministério Público no Conselho Nacional do MP, Rinaldo Reis Lima, pediu a abertura de um Processo Administrativo Disciplinar contra Ferreira e Boaventura.

Nas redes sociais, Ferreira celebrou que a comissão no inquérito aberto no MPF tenha pedido o arquivamento do procedimento, com apenas um voto divergente. O parecer segue para o Conselho Superior da instituição.

“Continuo extremamente indignado com toda essa perseguição que envergonha a instituição, a qual nunca esquecerei. Mas toda vitória contra a intimidação merece ser comemorada e hoje, depois de tanto desgaste emocional, estou muito feliz”, escreveu Ferreira.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.