Educação

Tema da redação do Provão Paulista vaza e governo Tarcísio diz que investigará

No dia do início da aplicação do exame para estudantes do 3º ano do ensino médio, o tema ‘Desafios do combate à fome’ circulava no Tik Tok

Créditos: Fernando Nascimento/Governo do Estado de São Paulo
Apoie Siga-nos no

O tema da redação do Provão Paulista, avaliação aplicada pelo governo de São Paulo como uma alternativa para ingresso nas instituições de ensino superior do estado, vazou entre candidatos.

Na quarta-feira 29, o tema Desafios do combate à fome já circulava entre usuários do TikTok.

Apenas os alunos do 3º ano do ensino médio teriam a aplicação do exame na quarta, com continuidade nesta quinta-feira 30. Já estudantes do 1º e do 2º anos farão o exame na sexta-feira 1º e na segunda-feira 4. A Secretaria de Educação adiou o exame devido à greve do Metrô e da CPTM na capital paulista na terça-feira.

Comentários no TikTok sobre vazamento de tema da redação do Provão Paulista — Foto: Reprodução

A responsável pela aplicação do Provão é a Fundação Vunesp.

Em nota, a Secretaria de Educação anunciou que investigará o caso e disse ter recebido “informações de possível vazamento do tema da redação em três escolas localizadas na zona leste de São Paulo, em Campinas e São Carlos”.

Às 18h desta quinta-feira, a Seduc e a Vunesp divulgaram os cadernos de questões do Provão Paulista do 3º ano. De acordo com a pasta, os estudantes poderão conferir seu desempenho na prova em janeiro, quando as folhas de resposta estarão digitalizadas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.