…

Série de vídeos aborda o direito ao brincar

Educação

Promover o brincar como linguagem essencial da infância, pela qual meninos e meninas se desenvolvem integralmente. Esse é o objetivo da série de vídeos “Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar”, lançada pelo Centro Marista de Defesa da Infância.

Os episódios trazem problematizações sobre a temática e apontam alguns caminhos possíveis para a efetivação desse direito, ampliando o debate sobre o brincar na escola e outros espaços que as crianças convivem.

Leia mais:
Ao brincar, as crianças entram em contato consigo mesmas e com o mundo

São cinco vídeos que se alternam entre os temas ‘Culturas infantis e a defesa do direito ao brincar na infância’, ‘O brincar como linguagem promotora de aprendizagens’, ‘Os espaçotempos para o brincar na escola’, ‘O adulto brincante e mediador de brincadeiras com as crianças’ e ‘A produção das brincadeiras e os territórios’.

Cada um dos capítulos parte das experiências da Educação Infantil e do primeiro ano do Ensino Fundamental dos municípios contemplados pelo projeto Brincadiquê, que visa fortalecer o direito ao brincar na infância. A série está disponível no site do projeto.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site CartaEducação

Compartilhar postagem