Governo de SP anuncia chips com internet a estudantes e professores

Serão disponibilizados 750 mil chips entre os meses de novembro e dezembro, oito meses após o fechamento das escolas

O governador João Doria (PSDB). Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador João Doria (PSDB). Foto: Governo do Estado de São Paulo

Educação

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o secretário de educação, Rossieli Soares, anunciaram nesta quarta-feira 14 o envio de chips com internet gratuita para professores e estudantes da rede estadual.

 

 

 

Segundo o anúncio, serão disponibilizados 750 mil chips. Do total, 500 mil serão disponibilizados a estudantes do 8º e 9º anos do ensino fundamental e de todas as séries do ensino médio, em situação de pobreza e extrema pobreza no CadÚnico. Os chips terão 3 gigas de internet.

Outras 250 mil unidades serão destinadas para professores e servidores, com 5 gigas de internet, além de acesso a ligações e mensagens de SMS.

A rede estadual tem cerca de 3,5 milhões de alunos.

A distribuição ocorrerá nas diretorias de ensino e escolas, entre os meses de novembro e dezembro, oito meses após o fechamento das unidades escolares devido à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o UOL, o governo do estado fechou propostas com operadoras do setor de telecomunicações para o fornecimento desses chips. O investimento é 75 milhões de reais

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem