Editorial

assine e leia

A guerra insana

Joe Biden pretende que o opressor se torne oprimido

Ele é capaz de se orgulhar ... – Imagem: Saul Loeb/AFP
Apoie Siga-nos no

Extraio de uma gaveta que se confunde com a minha memória de jornalista de longuíssimo curso imagens que se prestam a contar histórias variadas, a começar pelas atuais. A reportagem de capa desta edição – assinada pelo excelente André Barrocal – conta das mazelas do neto de Roberto Campos, à época dele também conhecido como Bob Fields. Além de servir aos interesses dos Estados Unidos e da ditadura, ele cultivava uma pretensa vocação de Dom Juan, conquistador indestrutível de qualquer fêmea, disponível ou não.

Roberto Campos visitava amiúde os Civita da Editora Abril, quando eu dirigia a revista Veja, e aos donos da casa recomendava que se livrassem do acima assinado. A dama favorita de Bob na época, certa vez, me ofereceu um relato das façanhas do senhor ministro, mas eu recusei, embora não deixasse de anotar tudo aquilo que ela me dizia. A imagem convocada para ilustrar aquele momento mostra-me entre Campos e Delfim Netto, em um almoço no restaurante instalado no último andar do prédio da Abril, na Marginal Tietê, em São Paulo.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.