Economia

Salário médio de trabalhador com carteira assinada cai 5,6% em 1 ano

A melhora do mercado de trabalho e dos níveis de desemprego não reflete na melhora da renda do brasileiro

Fila em busca de emprego (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Fila em busca de emprego (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Apoie Siga-nos no

O salário médio de contratação do trabalhador com carteira assinada voltou a cair em maio e acumulou uma redução de 5,6% em um ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência. 

Com a queda, o salário médio real de admissão chegou a 1.898 reais. No mesmo período do ano passado, o valor era de 2.010 reais, em valores corrigidos pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). 

Apesar das altas do salário médio de contratação nos primeiros meses do ano, o valor registrado em maio é o mais baixo desde dezembro de 2021. 

Embora tenham sido criados 277 mil novos empregos com carteira assinada em maio no Brasil, os salários médios iniciais continuam encolhendo.

Isso significa que a melhora do mercado de trabalho e dos níveis de desemprego não reflete na melhora da renda do brasileiro, que sofre impactos da inflação de dois dígitos e da crise econômica. 

Os salários oferecidos aos profissionais recém-contratados é menor do que aquele recebido pelo trabalhador que deixou o mesmo cargo. Em maio, o salário médio real dos trabalhadores demitidos foi 3,15% acima do salário médio de contratação. 

Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens apontam que, entre as 140 profissões com mais contratações, apenas 8 tem salários reajustados a inflação.  Os menores salários de contratação estão nos segmentos de serviços domésticos, alojamento e alimentação e comércio. 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.