Economia

Recorde: 76% das famílias brasileiras estão endividadas, diz CNC

Cartão de crédito representa 82,6% dos tipos de dívidas, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor da CNC

Parte da renda das famílias cobre dívidas
Parte da renda das famílias cobre dívidas
Apoie Siga-nos no

Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo divulgados nesta terça-feira 18 apontam que 76,3% das famílias brasileiras estavam endividadas no final de 2021.

Isso significa que 7 em cada 10 famílias possui algum tipo de dívida, um crescimento de 10 pontos percentuais se comparado com o mesmo período de 2020. É o pior resultado da série histórica, iniciada em janeiro de 2010. 

“Em 2021, observou-se aumento de 4,4 pontos percentuais no número médio de famílias com dívidas em pelo menos uma das principais modalidades – cartão de crédito, cheque especial, cheque pré-datado, crédito consignado, crédito pessoal, carnês, financiamento de carro e financiamento de casa, entre outras”, destacou a CNC.

O cartão de crédito foi o principal fator de endividamento dos brasileiros, alcançando 82,6% da média anual, seguido por carnês de lojas e financiamentos de carros. 

“A inflação ao consumidor mais elevada provocou o maior endividamento entre as famílias de menor renda, pela necessidade de recomposição dos rendimentos. Entre as famílias consideradas mais ricas, a demanda represada, em especial pelo consumo de serviços, fez o endividamento aumentar ainda mais expressivamente, em especial no cartão de crédito”, destacou ainda o relatório.

Apesar de o percentual de famílias com dívidas ter aumentado, houve uma pequena redução na inadimplência em 2021, de 25,5% em 2020 para 25,2% no ano passado. 

Esses dados representam as famílias que declararam não ter condições de arcar com suas dívidas. 

Marina Verenicz
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.