Jovem relata ter sido agredido e ameaçado em Feira Cultural LGBT de SP

Seguranças do evento, organizado pela Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, teriam ameaçado o jovem com uma faca

Jovem relata ter sido agredido e ameaçado em Feira Cultural LGBT de SP

Diversidade,Sociedade

Um jovem de 25 anos afirma ter sido agredido e ameaçado por seguranças da 19ª Feira Cultural LGBT de São Paulo, evento que aconteceu na quinta-feira 20, na Praça da República, em São Paulo. Rafael Tavares Lima, 25 anos, foi acusado de ter roubado documentos e um cartão de crédito. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial como lesão corporal e ameaça. A autoridade policial solicitou exame de corpo de delito para a vítima e busca por elementos que auxiliem a identificar os autores.

Rafael conta que chegou ao evento por volta das 13h, deu uma volta e comprou uma bandeira LGBT. Por volta das 15h30, afirma ter sido abordado por seguranças do evento, que pediram que ele os acompanhasse até uma tenda. Chegando ao local, o jovem conta que os seguranças apresentaram um RG e um cartão de crédito e começaram a acusá-lo de roubo, juntamente com um casal gay que também estava no interior da tenda.

Diante as negativas da autoria, Rafael conta que os seguranças, uma mulher e um homem, teriam começado as agressões. Ele narra ter sido xingado, agredido com tapas no rosto e jogado no chão. O jovem conseguiu gravar as ameaças por parte de um dos seguranças, que afirmou ter uma faca.

“Se eu pegar vocês pisando, mijando fora do penico, vou cortar com a faca no meio. Está entendendo o que eu estou falando? Estou sendo bem claro?”, ameaça um dos seguranças, aos gritos, em um áudio encaminhado pela vítima à reportagem de Carta Capital.

A Feira Cultural LGBT integra o calendário do 23º Mês do Orgulho LGBT de São Paulo, promovido pela ONG APOGLBT SP, responsável pela maior Parada LGBT do mundo, que acontece no próximo domingo 23. A 23a Parada do Orgulho LGBT terá como tema este ano, “50 anos de Stonewall – Nossas conquistas, nosso orgulho de ser LGBT”.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do evento para comentar o caso, mas não obteve respostas até o fechamento.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site CartaEducação

Compartilhar postagem