Alvo de ataques de Malafaia e bolsonaristas, Thammy recebe apoio

O empresário, que vai participar de uma campanha para o Dia dos Pais, sofreu ataques transfóbicos

Thammy Miranda e filho: campanha de Dia dos Pais para Natura  (Facebook/Reprodução)

Thammy Miranda e filho: campanha de Dia dos Pais para Natura (Facebook/Reprodução)

Diversidade

Com a chegada dos Dias dos Pais, comemorado no próximo dia 9, a Natura anunciou nesta semana que o ator e empresário Thammy Miranda vai participar de sua campanha sobre a data.

Isso porque Thammy e sua esposa, Andressa Miranda, acabaram de ter um filho, o pequeno Bento.

Assim que foi anunciada, a notícia se espalhou nas redes sociais. Conservadores começaram a criticar a decisão da marca, pelo fato de Thammy ser um homem trans, e propuseram um boicote aos produtos da Natura. A hashtag com críticas transfóbicas chegou a ocupar o primeiro lugar nos assuntos mais comentados do Twitter.

Quase que todos os deputados bolsonaristas, ligados à ala mais radical da extrema-direita, criticam a marca. O próprio filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que a decisão da Natura era uma “conduta totalmente atípica para padrões brasileiros”. O parlamentar também desrespeitou a identidade de gênero de Thammy, o chamando de mulher.

O pastor Silas Malafaia, apoiador do presidentepediu aos seus seguidores, nesta terça-feira (28), que boicotem os produtos da Natura. O religioso diz que a campanha é uma afronta aos valores cristãos.

Thammy recebe apoio

Ao mesmo tempo que foi atacado por transfóbicos, Thammy passou a receber mensagens de apoio de personalidades como Babu Santana, Bruno Gagliasso e Felipe Neto. “O Thammy é gigante, e isso incomoda demais a turma preconceituosa”, escreveu o youtuber.

Neto, que recentemente publicou um vídeo criticando Bolsonaro no The New York Times, se colocou à disposição da Natura para fazer propaganda de graça.

Até mesmo políticos do próprio partido de Eduardo Bolsonaro saíram em defesa de Thammy. Foi o caso da deputada estadual Janaína Paschoal, que chegou a ser cotada como vice de Bolsonaro em 2018. “Jesus Cristo nunca pregou a exclusão. Minha solidariedade a Thammy Miranda e sua família”, disse a deputada.

 

Ver essa foto no Instagram

 

são coisas que precisamos pra enfrentar a vida. Ela é a prova viva de muito amor e proteção 😂❤️😉

Uma publicação compartilhada por Thammy Miranda (@thammymiranda) em

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem