Cultura

assine e leia

Sobe o pano, desce o pano

No momento em que começava a recompor-se, o setor cultural vive nova onda de cancelamentos e adiamentos

Vaivém. Escola de Mulheres entrou em cartaz e teve todos os ingressos vendidos; Sem Palavras manteve a estreia para esta semana; Estudo nº 1 - Morte e Vida foi adiada porque metade do elenco testou positivo para Covid-19 – Imagem: Nana Moraes, Vitor Pessoa e Ronaldo Gutierrez
Vaivém. Escola de Mulheres entrou em cartaz e teve todos os ingressos vendidos; Sem Palavras manteve a estreia para esta semana; Estudo nº 1 - Morte e Vida foi adiada porque metade do elenco testou positivo para Covid-19 – Imagem: Nana Moraes, Vitor Pessoa e Ronaldo Gutierrez
Apoie Siga-nos no

O ator e dramaturgo ­Giordano Castro, um dos fundadores do grupo Magiluth, do Recife, deu início à criação de Estudo nº 1 – Morte e Vida no segundo semestre de 2019. A estreia, marcada para maio de 2020, foi, como tudo então, cancelada. Quase dois anos depois, nova estreia foi marcada, no Sesc Ipiranga, em São Paulo. Outro adiamento se seguiu. Desta vez, não foi o teatro que fechou. O motivo da suspensão foi a infecção de três dos seis atores por Covid-19. A previsão, agora, é de que o espetáculo entre em cartaz no dia 28.

“É claro que é tensa essa volta. Mas nem cogitamos de cancelar a estreia. A gente não tem mais de onde tirar o sustento para o nosso dia a dia. Sempre vivemos das nossas apresentações”, diz, por telefone, isolado no quarto de sua casa, Castro, que testou positivo para Ômicron. “Em parte desses dois anos, encontramos formas de sobrevivência fazendo projetos ­virtuais. Mas, a esta altura, o consumo de arte e cultura via virtual está em outro lugar. Há um cansaço da parte do público.”

Ana Paula Sousa

Ana Paula Sousa
Editora de Cultura da edição impressa de CartaCapital. Doutora em Sociologia pela Unicamp.

Sergio Martins

Sergio Martins
Jornalista, diretor musical e curador artístico

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.