Cultura

Morre o cineasta Breno Silveira, aos 58 anos

Diretor de filmes como ‘Dois filhos de Francisco’ e ‘Gonzaga: de pai pra filho’, ele teve um infarto fulminante em set de filmagem

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Apoie Siga-nos no

Morreu, na manhã deste sábado 14, o cineasta Breno Silveira, diretor de filmes como “Dois filhos de Francisco” (2005) e “Gonzaga: de pai pra filho” (2012), sobre a trajetória do Rei do Baião. Ele estava rodando cenas do filme inédito “Don Vitória”, estrelado por Fernanda Montenegro, na cidade de Limoneiro, em Pernambuco, e teve um infarto fulminante.

O diretor começou a passar mal no set, com taquicardia, chegou a ser socorrido, mas não resistiu. A equipe do filme estava na região para rodar as cenas da infância da personagem-título. A informação foi confirmada por uma pessoa da equipe de filmagem.

Na última semana, Breno Silveira havia contraído Covid-19, e as filmagens precisaram ser interrompidas. A equipe havia retomado os trabalhos há poucos dias.

Agência O Globo

Agência O Globo
Agência de notícias e de fotojornalismo do Grupo Globo.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.