Cultura

assine e leia

Minha alma cheira a talco

Duas big techs, o Google e a Amazon, abraçam os dois principais projetos de celebração dos 80 anos de Gil

Imagem: Instituto Gilberto Gil
Imagem: Instituto Gilberto Gil
Apoie Siga-nos no

Criar meu website/Fazer minha homepage/Com quantos gigabytes/ Se faz uma jangada e um barco que veleje, cantava Gilberto Gil em ­Pela Internet, faixa do álbum Quanta, de 1997. Embora confesse pouca intimidade com artefatos tecnológicos, o cantor e compositor baiano foi, dentre os artistas de sua geração, o que melhor usou e apoiou os aparatos oferecidos pelo mundo virtual. E são, justamente, duas big ­techs que abrigam os grandes projetos voltados a celebrar os 80 anos do artista.

A plataforma Google Arts & Culture lançou, no dia 14 de junho, o museu digital O Ritmo de Gil, que tem a ambição de dar conta de toda a carreira do artista baiano que despontou para o sucesso nos anos 1960, com o Tropicalismo, foi ministro da Cultura do governo Lula, no início dos anos 2000, e que, em 2021, foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Sergio Martins

Sergio Martins
Jornalista, diretor musical e curador artístico

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.