Festival contra a censura da prefeitura de SP confronta o autoritarismo de Bolsonaro. Assista

Foram mais de 45 atrações gratuitas como shows, debates, cinema, teatro e festas em uma ampla discussão sobre censura e resistência

"Roda Viva", peça de Chico Buarque. Foto: Carlos Melo.

Cultura

O que diria o presidente Jair Bolsonaro sobre uma mulher transexual interpretando Jesus Cristo? E qual seria a análise dele sobre mulheres que militavam por uma educação libertadora nos sertões brasileiros em plenos anos de chumbo?

Se a resposta a esses questionamentos parecem óbvias, é porque o presidente e seu governo nunca fizeram questão de esconder para que vieram. Desde a época de campanha, Bolsonaro e sua trupe deixaram claro que, no palco da cultura, apenas o circo montado por eles teria vez.

 

Em janeiro, um evento multicultural idealizado pela Prefeitura de São Paulo resolveu dar uma resposta à altura com o Festival Verão Sem Censura, pensado pelo secretário de Cultura, Alê Youssef, para reunir obras culturais que foram censuradas no governo de Jair Bolsonaro e também na ditadura militar brasileira.

Foram mais de 45 atrações gratuitas como shows, debates, cinema, teatro e festas. CartaCapital acompanhou o evento e conversou com participantes, que discutiram sobre censura e resistência.

Assista:

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

É repórter do site de CartaCapital.

Compartilhar postagem