CartaExpressa

The Guardian chama exercício militar de ‘desfile da República de Bananas de Bolsonaro’

Entre os adjetivos apresentados por fontes ouvidas para a matéria estão ‘ridículo’, ‘grotesco’, ‘desnecessário’ e ‘lamentável’

Foto: Marcos Corrêa/PR
Foto: Marcos Corrêa/PR

O maior jornal inglês, The Guardian, classificou o exercício militar do qual participou Jair Bolsonaro nesta terça-feira 10 como “um desfile da República de Bananas”.

A reportagem, assinada pelo correspondente do veículo no Brasil, Tom Phillips, reúne críticas à passagem de tanques pela Esplanada dos Ministérios no dia em que a Câmara dos Deputados tende a rejeitar a PEC do Voto Impresso, uma obsessão de Bolsonaro.

Entre os adjetivos apresentados por fontes ouvidas para a matéria estão “ridículo”, “grotesco”, “desnecessário” e “lamentável”.

The Guardian ainda pontua que, “para elevar o nível do absurdo”, um deputado bolsonarista comemorou o desfile de tanques utilizando uma imagem de veículos chineses na Praça Tiananmen, em Pequim, em 2019.

Trata-se de Otoni de Paula (PSC-RJ), que publicou nas redes sociais a foto dos tanques com a legenda: “Nunca uma simples manobra militar mexeu tanto com meu patriotismo”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!