CartaExpressa

Slogan do 7 de Setembro será ‘democracia, soberania e união’

Nos últimos anos, Jair Bolsonaro tentou se apropriar dos atos oficiais com objetivos políticos

O presidente Lula. Foto: Evaristo Sá/AFP
Apoie Siga-nos no

O governo Lula informou nesta terça-feira 29 que o slogan do desfile oficial de 7 de Setembro, em Brasília, será “democracia, soberania e união”. Segundo a Secretaria de Comunicação Social da Presidência, há quatro eixos temáticos previstos:

  • “Paz e soberania”;
  • “Ciência e tecnologia”;
  • “Saúde e vacinação”; e
  • “Defesa da Amazônia”.

O desfile deve durar duas horas e terá, entre outras atrações, a passagem das tropas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além do show da Esquadrilha da Fumaça, da Força Aérea Brasileira.

São aguardados 200 convidados na tribuna de honra, entre ministros, chefes de Poderes e representanres das Forças Armadas. O governo espera um público de cerca de 30 mil pessoas na capital federal.

Nos últimos anos, o então presidente Jair Bolsonaro tentou se apropriar dos atos de 7 de Setembro com objetivos políticos.

Em 2021, ele chamou o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes de “canalha” e afirmou que o comando da Corte deveria enquadrá-lo, sob o risco de “esse Poder sofrer aquilo que não queremos”. No ano passado, Bicentenário da Independência, Bolsonaro foi formalmente acusado de usar o evento para “promoção abusiva e ilícita” de sua candidatura à Presidência. O caso está sob investigação no Tribunal Superior Eleitoral.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.