CartaExpressa,Mundo

Retórica de Bolsonaro só convence os 20% de seus eleitores, afirma Financial Times

Retórica de Bolsonaro só convence os 20% de seus eleitores, afirma Financial Times

Jornal britânico, no entanto, alerta para os riscos que o presidente representa para a democracia brasileira

O presidente Jair Bolsonaro. Foto: PAULO LOPES/AFP

O presidente Jair Bolsonaro. Foto: PAULO LOPES/AFP

O jornal britânico Financial Times alerta que o presidente Jair Bolsonaro testa a democracia brasileira. A publicação cita os atos antidemocráticos do 7 de Setembro como exemplo.

“Foi música para os ouvidos dos partidários ferrenhos do Bolsonaro, muitos dos quais viajaram centenas, senão milhares, de quilômetros para torcer pelo político que eles acreditam estar salvando o Brasil de suas instituições corruptas: aos seus olhos, uma mídia enganosa, um Congresso venal e, o mais importante, uma Suprema Corte imperiosa”, publicou. 

De acordo com o jornal, os atos foram uma clara advertência do crescente radicalismo do presidente e do risco de que ele possa tentar minar, ou mesmo abandonar, as eleições de 2022. 

“Choque e escândalo há muito são as armas favoritas no arsenal político de Bolsonaro, frequentemente empregado para inflamar situações, mas a frequência e especificidade de sua retórica nos últimos meses, combinada com a mobilização de seus apoiadores radicais, gerou uma onda de preocupação com a democracia brasileira”, cita trecho da publicação. 

O jornal ainda alerta sobre o rumo da democracia no Brasil, mas afirma que a retórica do presidente não consegue convencer outros eleitores além dos 20% que ainda apoiam Bolsonaro. 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem