CartaExpressa,Política

Renan diz que Onyx cometeu crime de falsidade ideológica e pede imediata convocação à CPI

Renan diz que Onyx cometeu crime de falsidade ideológica e pede imediata convocação à CPI

Renan Calheiros e Onyx Lorenzoni. Fotos: Edilson Rodrigues/Agência Senado e Evaristo Sá/AFP

Renan Calheiros e Onyx Lorenzoni. Fotos: Edilson Rodrigues/Agência Senado e Evaristo Sá/AFP

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pediu nesta sexta-feira 9 a convocação do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, por possivelmente apresentar documentos fraudados ao tentar desmentir as acusações do deputado federal Luis Miranda no caso Covaxin.

Na última terça-feira 6, a senadora Simone Tebet (MDB-RS) já havia apontado indícios de fraude no documento. Em pronunciamento em 23 de junho, Onyx questionou o recibo – ou ‘invoice‘ – apresentado por Miranda e exibiu uma suposta ‘invoice verdadeira’. O problema, diz Tebet, é que o documento tido como legítimo apresenta uma série de inconsistências, inclusive no inglês.

“O documento ‘verdadeiro’ tem clara comprovação de falsidades. Nós estamos falando de falsidade formulada por alguém. Ele tem a marca e o logotipo desenquadrados, não está alinhado em alguns pontos. E tem inúmeros erros de inglês”, afirmou a senadora na ocasião.

Nesta sexta, Renan pediu “a imediata convocação do ministro Onyx Lorenzoni a esta comissão, para que ele venha depor sobre o crime de falsidade ideológica, ao exibir, perante a Nação, para confundir esta CPI, um documento que sequer existe, falso”.

O pedido do relator deve ser apreciado pelo conjunto da CPI na próxima reunião deliberativa, ainda sem data confirmada.

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem