CartaExpressa

Queiroz diz ter na mesa 4 convites de filiação para se candidatar neste ano

‘Muitos partidos de direita estão vindo me procurar, estamos conversando’, declarou a site o ex-assessor de Flávio e amigo de Jair Bolsonaro

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ex-policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e amigo de longa data do presidente Jair Bolsonaro, diz ter recebido convites de filiação de 4 partidos, de olho nas eleições deste ano.

À coluna de Guilherme Amado no Metrópoles, Queiroz afirmou que se reunirá na semana que vem com o presidente do PTB no Rio de Janeiro, Marcus Vinicius Ferreira.

“Ainda não tem nada certo, mas ainda bem que as pessoas estão vindo me procurar e eu tenho espaço e oportunidades”, disse ao veículo o bolsonarista, possível candidato à Câmara dos Deputados. “Muitos partidos de direita estão vindo me procurar, estamos conversando.”

A presidenta do PTB, Graciela Nienov, se encontrou com Queiroz em 9 de dezembro, mas adiantou que a decisão sobre uma possível filiação do ex-PM será de Ferreira.

Queiroz e Flávio Bolsonaro foram denunciados pelo Ministério Público do Rio em novembro de 2020 no âmbito das “rachadinhas”. Toda a acusação gira em torno de o filho do presidente ter se apropriado do dinheiro público da remuneração de seus assessores e, depois, praticado a lavagem desses recursos por meio da organização criminosa.

Em entrevista ao SBT em novembro de 2021, Queiroz se referiu a Jair e Flávio Bolsonaro como “amigos”, embora tenha dito não manter contato com o ex-capitão desde que veio à tona o escândalo. “Meu sonho é voltar a ter amizade com o presidente da República”, confidenciou.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!