CartaExpressa,Política

PSDB passou a votar mais alinhado com Bolsonaro na Câmara após se declarar oposição

PSDB passou a votar mais alinhado com Bolsonaro na Câmara após se declarar oposição

As orientações do líder da bancada, Rodrigo de Castro (MG), passaram a coincidir mais com a orientação do Palácio do Planalto

O deputado federal Aécio Neves (PSDB). Foto: Evaristo Sá/AFP

O deputado federal Aécio Neves (PSDB). Foto: Evaristo Sá/AFP

A bancada do PSDB na Câmara dos Deputados passou a votar mais alinhada ao governo do presidente Jair Bolsonaro desde que o partido anunciou, no dia 8 de setembro, que faria oposição à gestão federal. O levantamento é do Estadão.

De acordo com a publicação, as orientações do líder da bancada, Rodrigo de Castro (MG), também passaram a coincidir mais com a orientação do Palácio do Planalto do que antes da decisão tomada pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo.

No mês anterior ao dia 8 de setembro, quando o PSDB se identificava como “independente”, a Câmara realizou 70 votações nominais nas quais o líder do governo, Ricardo Barros (Progressistas-PR), fez uma orientação de “sim” ou “não” – a favor ou contra o projeto em pauta. Nessas votações, o líder do PSDB, Rodrigo de Castro (MG), indicou que sua bancada votasse da mesma forma que Barros em 53 vezes, ou 75,7% do total.

No mês seguinte à ida do partido para a oposição, as sugestões de Castro coincidiram com as do governo em 34 vezes — ou 87% das ocasiões.

Na maioria das vezes, os parlamentares não são obrigados a seguir a orientação do líder, mas as indicações de Castro resultaram num aumento do “governismo” dos deputados do PSDB.

(Com informações da Agência Estado)

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem