CartaExpressa

‘Pronunciamento de um psicopata’, diz Freixo sobre Bolsonaro

‘Pronunciamento de um psicopata’, diz Freixo sobre Bolsonaro

Para o deputado, o discurso do presidente feito em rede nacional 'merecia uma interdição'

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) classificou o discurso do presidente Jair Bolsonaro, feito em rede nacional na noite de quarta-feira 2, como um ‘pronunciamento de um psicopata’.

“Ele [Bolsonaro] acredita na própria mentira que conta. É um pronunciamento inacreditável. Ele se comporta como psicopata. O depoimento de hoje merecia uma interdição. É inacreditável o grau de mentira e de cinismo que tem na palavra deste irresponsável”, avalia Freixo.

No pronunciamento, o presidente defendeu a postura do governo federal no enfrentamento à pandemia, comemorou o aumento do PIB no primeiro trimestre de 2021 e voltou a criticar os governadores que adotam medidas para frear o avanço do novo coronavírus.

Em outro momento, Bolsonaro afirmou que, em 2021, serão imunizados “todos os brasileiros que assim desejarem”.

“Esse incompetente vem para a TV dizer o que está fazendo, como se não tivesse negado a compra das vacinas, como se não tivesse boicotado a Organização Mundial da Saúde, como se não tivesse trocado de ministro e colocado aquela pulha do Pazuello, como se não tivesse feito um gabinete paralelo de incompetentes. Você é um genocida, Bolsonaro”, diz Freixo.

Veja o vídeo completo

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem