CartaExpressa

PRF diz assistir ‘com indignação’ à abordagem que matou Genivaldo por asfixia

‘Os procedimentos vistos durante a ação não estão de acordo com as diretrizes’, afirma a corporação em nova manifestação

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

A Polícia Rodoviária Federal se manifestou no fim deste sábado 29 sobre a ação de agentes que levou à morte por asfixia de Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, em Sergipe, na última quarta-feira 25.

Em um vídeo, o coordenador-geral de comunicação institucional da PRF, Marco Territo, diz que a corporação assistiu “com indignação aos fatos ocorridos em Umbaúba”.

“Os procedimentos vistos durante a ação não estão de acordo com as diretrizes em cursos e manuais da nossa instituição. A ocorrência desta última quarta-feira e a morte recente de dois PRFs no Ceará implicaram na avaliação interna dos padrões de abordagens.”

Territo se refere a um episódio ocorrido em 18 de maio em Fortaleza que levou à morte de dois policiais rodoviários federais. O crime aconteceu em um trecho da rodovia BR-116 com a Avenida Oliveira Paiva, no bairro Cidade dos Funcionários.

“Afirmo que já estamos estudando os nossos procedimentos de formação de aperfeiçoamento e operacionais para ajustar o que for necessário para prestar um serviço de excelência”, prosseguiu a PRF. “A instituição não compactua com qualquer afronta aos direitos humanos.”

Na última sexta-feira 27, o escritório de Direitos Humanos da ONU para a América do Sul divulgou um comunicado em que solicita às autoridades brasileiras uma investigação “célere e completa” sobre a morte de Genivaldo.

Um dia antes, ouvidores de Polícias de seis estados encaminharam ofício aos órgãos de controle da atividade policial e do sistema de segurança pública federal solicitando a imediata prisão preventiva dos agentes da PRF responsáveis pela morte do homem de 38 anos.

View this post on Instagram

A post shared by PRF Brasil (@prfoficial)

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.