CartaExpressa

Presidente do Uruguai convida Mujica para a posse de Lula

O ex-presidente, amigo do petista, confirmou que comparecerá à cerimônia

O ex-presidente do Uruguai José Mujica. Foto: Eitan ABRAMOVICH/AFP
Apoie Siga-nos no

Os ex-presidentes do Uruguai José Mujica e Julio María Sanguinetti acompanharão o presidente Luis Lacalle Pou na posse de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 1º de janeiro.

Lacalle Pou, um político de centro-direita, confirmou o convite na quinta-feira 22. Na ocasião, admitiu “diferenças políticas” com Mujica, mas afirmou que o diálogo com os ex-presidentes é “a continuidade democrática, institucional e republicana que no mundo de hoje há poucos países que podem mostrar”.

Nesta sexta, Sanguinetti disse à agência EFE que Lacalle Pou convidou dois ex-governantes “de tendências políticas bem opostas” e destacou que no Uruguai “existe o diálogo, em que pese o debate político natural da vida democrática”.

Mujica também confirmou a veículos uruguaios que irá à posse de Lula. Questionado sobre a importância do gesto, apontou ser uma afirmação das características do Uruguai, “onde há enormes diferenças, mas de todas as formas podemos assegurar essa presença conjunta, representando o país”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar