CartaExpressa

Pazuello pede a Dino um plano para proteger sinagogas e judeus no Brasil

As iniciativas, segundo o deputado bolsonarista, ‘contribuiriam sobremaneira ao enfrentamento de eventuais ameaças terroristas’

O deputado federal Eduardo Pazuello. Foto: Renato Araújo/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

O deputado federal Eduardo Pazuello (PL-RJ) apresentou nesta segunda-feira 16 um requerimento direcionado ao ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB), no qual solicita a adoção de estratégias para garantir “o direito à liberdade e ao culto religioso” em sinagogas no Brasil.

No documento, protocolado na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara, Pazuello diz temer por judeus, “brasileiros ou não”, que vivem no País. O mote do requerimento é o ataque deflagrado pelo Hamas contra Israel em 7 de outubro.

Entre os pedidos está a adoção de “ações de segurança pública voltadas, exclusivamente, para a segurança dos cidadãos judeus neste País”.

As iniciativas, diz o deputado bolsonarista, “contribuiriam sobremaneira ao enfrentamento de eventuais ameaças terroristas”.

Desde 7 de outubro, mais de 1,4 mil pessoas morreram no lado israelense. Na Faixa de Gaza, as autoridades de saúde informam pelo menos 2,75 mil mortos nos bombardeios ordenados pelo governo de extrema-direita de Benjamin Netanyahu.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.