CartaExpressa,Política

Nota de recuo de Bolsonaro tem apoio de maioria dos brasileiros, inclusive entre bolsonaristas

Nota de recuo de Bolsonaro tem apoio de maioria dos brasileiros, inclusive entre bolsonaristas

Segundo pesquisa, 55% dos entrevistados avaliaram positivamente a ação; entre bolsonaristas, o número salta para 65%

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A nota de recuo de Jair Bolsonaro sofreu duras críticas entre aliados políticos bolsonaristas, no entanto, agradou a maior parte da população geral.

De acordo com pesquisa PoderData, divulgada nesta quinta-feira 16 pelo site Poder360, 55% dos entrevistados avaliaram positivamente a ação do presidente de retirar as ameaças ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Entre os bolsonaristas, o apoio é ainda maior e chega a 65%.

A carta escrita pelo ex-presidente Michel Temer (MDB) foi divulgada por Bolsonaro na última quinta-feira 9 e repercutiu mal entre políticos e blogueiros bolsonaristas. Aliados que estão na mira do Supremo esperavam uma escalada nos ataques do presidente, que havia chamado o ministro de ‘canalha’ e prometido que não cumpriria novas decisões da Corte.

O recuo foi inclusive motivo de piada entre o ‘novo conselheiro do governo’ Temer em jantar com empresários e opositores do atual presidente. O ex-chefe do Planalto foi flagrado gargalhando enquanto via a imitação do ex-capitão satirizando a nota, que foi chamada de ‘infantil’ e ‘meio marica’ por um humorista.

A reprovação do recuo, porém, não teve adesão entre os brasileiros, segundo a pesquisa. Apenas 30% disseram considerar que Bolsonaro errou ao publicar a carta. Entre os apoiadores do presidente, esse número é semelhante: 33%.

A PoderData foi realizada no período de 13 a 15 de setembro de 2021 pelo portal Poder360 com 2.500 entrevistas em todo o Brasil. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem