CartaExpressa

MP pede que ex-vereador Gabriel Monteiro seja investigado por tortura

Gabriel Monteiro está preso desde novembro de 2022 por estupro

Foto: Reprodução/YouTube
Apoie Siga-nos no

O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu que o ex-vereador Gabriel Monteiro e outros integrantes da sua equipe na Câmara sejam investigados pelo crime de tortura. A ação foi realizada contra um caminhoneiro em 2021. As informações são do site UOL desta segunda-feira 8.

Conforme relata o MP na denúncia apresentada à Justiça, Monteiro agrediu o caminhoneiro Carlos Henrique Santos Araújo. Integrantes da sua equipe teriam participado do ato de violência, em junho de 2021.

O motorista Carlos Henrique Santos Araújo também diz que foi ameaçado de morte pelo ex-político. As agressões, de acordo com o relato do caminhoneiro, ocorreram porque ele foi acusado erroneamente pelo ex-vereador fluminense de transportar produtos de contravenção.

Naquela ocasião, o caso já vinha sendo analisado pelo Juizado Especial Criminal, mas era tratado como lesão corporal. Monteiro dizia, naquela época, ter ido verificar uma denúncia de bingo clandestino. Ele alegava ter sido também agredido pelo caminhoneiro. Santos Araújo rechaça as duas informações.

Agora, com o pedido da promotoria do estado, o caso será encaminhado à 5ª Vara Criminal e a linha de apuração contra o político e sua equipe será a de tortura.

Monteiro, importante lembrar, é aliado de primeira ordem do clã Bolsonaro e foi eleito vereador na onda de extremistas midiáticos. Posteriormente, porém, foi cassado sob acusações de estupro e abuso sexual de menores. Ele também é acusado de forjar vídeos e perseguir moralmente funcionários. Pelas revelações, está preso desde novembro de 2022.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.