CartaExpressa

Jovem pataxó reclama de festa ‘paredão’ perto de aldeia indígena e é morto a tiros

Nas redes sociais, lideranças indígenas criticam aval da Prefeitura e dizem que festa não tinha apoio da comunidade

Créditos: Reprodução Redes Sociais
Créditos: Reprodução Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

Um jovem indígena, integrante da aldeia Pataxó, foi morto a tiros no domingo 13, na cidade de Porto Seguro, após reclamar do som alto de uma festa que acontecia próximo de sua residência.

Segundo informações da Rádio Salvador FM, Vitor Werikana, 23 anos, foi baleado ao procurar os organizadores do evento e pedir para abaixarem o som, que incomodava seu filho de apenas um mês de vida.

Nas imediações das terras indígenas, em um trecho da BR-367, na região de Ponta Grande, acontecia a festa ‘Sigilo Fest’, realizada pela BMG Produções, segundo flyer divulgado nas redes sociais.

Nas redes sociais, a liderança indígena pataxó Thyara Pataxó afirmou que a prefeitura de Porto Seguro concedeu o alvará para a realização da festa, mas que o evento não obteve apoio da comunidade. A reportagem entrou em contato com a gestão de Jânio Natal (PSL) para confirmar a informação e aguarda posicionamento.

A Polícia Civil da Bahia afirmou que está apurando o homicídio via 1ª Delegacia de Porto Seguro. “De acordo com o registro, o homem foi atingido por um disparo de arma de fogo, em Coroa Vermelha. A motivação e a autoria do crime estão sob apuração”, divulgou a corporação.

 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.