CartaExpressa,Política

Irmã de Guedes critica governo na pandemia: ‘se dedicou mais a bares do que a educação’

Irmã de Guedes critica governo na pandemia: ‘se dedicou mais a bares do que a educação’

Espero que o próximo governo trace uma política de estado, disse Elizabeth Guedes, que preside uma associação de universidades particulares

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Elizabeth Guedes, irmã do ministro da Economia Paulo Guedes, criticou a atuação do governo de Jair Bolsonaro durante a pandemia. De acordo com o jornal O Globo, ela disse que o presidente se preocupou mais com bares do que com as escolas durante o período.

“Cheguei a discutir algumas vezes com o secretário de Produtividade e Emprego do Ministério da Economia. Estava mais preocupado com bares do que escolas. Bar, eu reabro. É triste que fechem. A gente gosta de tomar chope. Mas reabre fácil. […] Escola fechada não recupera mais”, afirmou Elizabeth, que preside uma associação nacional de universidades particulares.

As declarações foram dadas em um discurso durante um evento do Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Ciência. A associação presidida por Elizabeth foi uma das que assinaram uma carta contra os cortes na área feitos pelo atual governo, do qual seu irmão faz parte.

Mais adiante, a irmã do ministro endureceu ainda mais as críticas, indicando não acreditar em uma vitória de Bolsonaro em 2022.

“Espero que o próximo governo trace uma política de estado. Não de quatro anos. Não se constrói educação em quatro anos. Com indicadores que temos, investimento que temos, política que adotamos, o Brasil é hoje um país que não tem futuro”, destacou a irmã de Guedes.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem