CartaExpressa

Guarda Municipal desmonta acampamento golpista em frente a QG do Exército em BH

Manifestantes se recusaram a deixar o local; corporação justifica a retirada por ‘escalada da violência’

Apoie Siga-nos no

A Guarda Municipal de Belo Horizonte desmontou, na manhã desta sexta-feira, 6, o acampamento montado por manifestantes bolsonaristas em frente ao Comando da 4ª Região Militar do Exército, em Belo Horizonte. 

Vídeos divulgados pela equipe que trabalha no desmonte mostram agentes recolhendo objetos pessoais, estruturas de barracas e até um sofá. 

Enquanto isso, golpistas continuavam gritando, alegando fraude no segundo turno da eleição presidencial.

Conforme um representante da Prefeitura de Belo Horizonte, a operação se justifica pela “escalada da violência” nos últimos dois meses e pelas constantes obstruções das vias causadas pelos atos. 

Os manifestantes ocupam o local desde 30 de outubro, após o Tribunal Superior Eleitoral declarar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Alguns dos bolsonaristas alegaram que só deixarão a entrada do QG após determinação do próprio Exército. 

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram manifestantes agredindo jornalistas que acompanhavam o desmonte dos acampamentos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar