CartaExpressa,Saúde

Governo financiou envio de cloroquina a estados até janeiro

Governo financiou envio de cloroquina a estados até janeiro

Os três estados que mais receberam doses do medicamento foram Rio Grande do Sul, Bahia e Santa Catarina

Hidroxicloroquina. Foto: AFP.

Hidroxicloroquina. Foto: AFP.

O governo federal, por meio do fundo emergencial para combate à pandemia, distribuiu 420 mil doses de hidroxicloroquina para tratar pacientes com Covid-19.

A informação é da CNNBrasil e foi confirmada pelo Exército brasileiro.

Segundo a emissora, os três estados que mais receberam doses do medicamento foram Rio Grande do Sul, com 129,5 mil, Bahia, com 112,5 mil e Santa Catarina, com 91 mil. Em seguida, aparecem Mato Grosso (40 mil), Goiás (38,5 mil), Minas Gerais (34,5 mil), Paraná (28,5 mil), Alagoas (5,5 mil) e Rio de Janeiro (2 mil).

Não há evidência científica de que o medicamento tenha qualquer eficácia no tratamento da doença.

Na sexta-feira 12, o ministro Benjamin Zymler, do Tribunal de Contas da União, estabeleceu o prazo de 15 dias para que Ministério da Saúde, Exército e Fiocruz expliquem a produção e a distribuição do medicamento para o tratamento de pacientes com Covid-19.

O TCU solicitou informações sobre os critérios utilizados para a distribuição de três milhões de comprimidos de cloroquina doados pelos Estados Unidos e dos comprimidos produzidos pelo Exército.

 

 

Os militares também devem fornecer detalhes ao tribunal sobre o processo de dispensa de licitação para aquisição de insumos necessários para a produção do medicamento, além da quantidade de matéria-prima comprada.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem