CartaExpressa

Foragido e fora das redes, Allan dos Santos diz ter sido banido também no OnlyFans

O blogueiro bolsonarista havia criado uma conta para, segundo ele, ‘fazer jornalismo’, mas a empreitada durou pouco

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O influencer Allan do Santos anunciou, em publicação feita nas redes sociais neste domingo 25, ter sido banido da plataforma paga de conteúdo adulto OnlyFans. Foragido da Justiça brasileira, o bolsonarista havia criado uma conta para, segundo ele, “fazer jornalismo” em 13 de março, mas a empreitada durou pouco mais de dez dias.

“Fui banido do OnlyFans sem explicação alguma. Dar a bunda pode; ser jornalista, não. Literalmente: foda”, afirmou o blogueiro na postagem. Na plataforma, o bolsonarista cobrava uma assinatura de US$ 5 (cerca de 25 reais) para que seus seguidores tivessem acesso aos conteúdos.

Ao anunciar a criação da conta, Allan desafiou o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

O chiste aconteceu porque, há alguns anos, o magistrado tem determinado a suspensão dos perfis dele pela suposta disseminação de fake news – na tentativa de driblar o Supremo, o bolsonarista tem criado novas contas toda vez que é alvo de bloqueio em alguma rede social.

Em sua descrição no OnlyFans, o blogueiro fazia uma provocação ao magistrado e sugeria ser vítima de perseguição: “Teremos liberdade aqui?”.

Allan dos Santos está foragido da Justiça desde 2021, quando Moraes determinou a prisão preventiva dele no âmbito do inquérito das fake news. Ele também foi condenado em 2022 a um ano e sete meses de detenção por calúnia.

O governo dos Estados Unidos se negou a extraditar o bolsonarista pelo que chamou de “crimes de opinião”, uma vez que estariam garantidos no direito à liberdade de expressão, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.