CartaExpressa,Política

Ex-assessor de Trump depõe à PF no inquérito das milícias digitais

Ex-assessor de Trump depõe à PF no inquérito das milícias digitais

Assessor do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Jason Miller, ao lado do clã-Bolsonaro.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Assessor do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Jason Miller, ao lado do clã-Bolsonaro. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Jason Miller, assessor do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump e fundador da rede social de direita Gettr, prestou depoimento à Polícia Federal na manhã desta terça-feira 7. A oitiva foi realizada no âmbito do inquérito da milícias digitais, que tramita no Supremo Tribunal Federal. 

O empresário Gerald Brant, amigo do presidente Jair Bolsonaro, também prestou depoimento. O interrogatório ocorreu no aeroporto de Brasília, quando Miller e Brant se preparavam para deixar o País.

Em declaração, Miller afirmou que o depoimento durou cerca de três horas. “Não fomos acusados de nada de errado e informados apenas de que eles [policiais] queriam conversar. Informamos que não tínhamos nada para dizer e fomos então liberados para voar de volta aos EUA. Nosso objetivo de divulgar a livre expressão no mundo continua”, disse Miller, citado pelo jornal Folha de S.Paulo.

No domingo 5, Miller se reuniu com Jair Bolsonaro e com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Ele teria vindo ao Brasil para divulgar a Gettr e para participar da Conferência de Ação Política Conservadora, evento de direita organizado por Eduardo, em Brasília.

A Gettr foi usada na campanha de Trump para driblar o banimento de outras plataformas, como o Twitter. A rede social tem 2 milhões de seguidores, sendo 13,5% residentes no Brasil.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem